O Restaurante no Fim do Universo

Capa_Restaurante_13mm

“Há uma teoria que diz que se um dia alguém descobrir exatamente qual é o propósito do Universo e por que ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais bizarro e inexplicável.”

“Há uma outra teoria que diz que isso já aconteceu.”

O Universo é uma piada de mal gosto, mas contada com muito bom humor por Douglas Adams. Coisas, pessoas e acontecimentos podem não tem o menor sentido, mas coincidências e ironias são uma constante no segundo volume da série O Guia do Mochileiro das Galáxias.

Nessa etapa da aventura, Arthur Dent está enlouquecido em busca de uma simples xícara de chá, algo que o gerador de probabilidade infinita mostrou-se incapaz de fazer, enquanto os demais tripulantes da nave Coração de Ouro percebem o iminente ataque de uma nave Vogon, isso mesmo, aqueles que não são conhecidos pela hospitalidade e simpatia. Na apressada fuga, mais obra do sobrenatural do que da tecnologia, eles atravessam dimensões de tempo e espaço, passando por elevadores temperamentais e um universo pra lá de suspeito, até se verem no famoso Restaurante no Fim do Universo, onde é possível trocar uma ideia com o Prato do Dia antes dele se transformar em um suculento bife, e observar aquele especial momento em que TUDO chega ao fim em um espetáculo de explosões.

Contudo, o objetivo da trupe não era só fazer uma bela refeição. Aparentemente, uma antiga versão de Zaphod Beeblebrox, o ex-presidente da Galáxia, achava importante encontrar o homem que rege o Universo, e em paralelo, a pergunta para a resposta ~ que eles já tinham ~ sobre a questão da vida, do universo e tudo mais.

Brincando novamente com a pequenez humana, Adams ironiza nosso ego e comportamento egoísta, que muitas vezes chega a ser desumano e insano. Sua crítica às instituições e à forma como lidamos com nós mesmos e com os outros em sociedade permanece no segundo livro da série, e ouso dizer que até mais do que no primeiro, principalmente em razão dos últimos capítulos, uma narração sagaz e ácida sobre o início de tudo.

É um livro divertido e crítico ao mesmo tempo. Não é o riso pelo riso apenas.

 DL do TigreLivro lido para o Desafio Literário do Tigre , mês de março.

Tema: Divertido

Anúncios

2 comentários em “O Restaurante no Fim do Universo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s