Mrs. Dalloway

Mrs. Dalloway_OqueequeolivrotemUm dia na vida de Clarissa Dalloway é o que devemos acompanhar em Mrs. Dalloway de Virginia Woolf. Um dos grandes clássicos da literatura inglesa e também um livro desafiador sob o ponto de vista do leitor. Um história simples, mas cuja narrativa a transforma em algo tão complexo como a própria condição humana.

Casada com um político britânico conservador da década de 1920, Clarissa está envolvida com os preparativos para a festa que oferecerá à noite quando lembranças, amores e amigos do passado batem à sua porta fazendo com que seus pensamentos vaguem ainda mais para um ponto distante de sua juventude, a levando a refletir sobre o tempo, suas escolhas e sua vida.

O saudosismo impera em diversos momentos, alternando presente e passado, mas também com breves toque de futuro, pois a alternância também se dá sobre a narrativa e os personagens. Não há um único narrador ao longo de toda a trama, as consciências dos sujeitos aparecem e desaparecem em um atravessar de rua, ao abrir uma porta ou ao ouvir o som de um carro.

Vemos Peter Walsh rememorar seus sentimentos por Clarissa, criticá-la mentalmente, questionar-se sobre seu novo amor e observar o frescor da juventude. Temos uma pequena amostra da mente organizada de Richard Dalloway, assim como somos assombrados pela consciência traumatiza pela Guerra de Septimus Smith, cujo pensamento suicida aterroriza Lucrezia, sua esposa, da qual partilhamos as dúvidas e o desespero. Outros personagens também tem suas subjetividades descortinadas sob nosso olhar, sem aviso ou pausa, e é isso que torna a obra brilhante e perturbadora.

Conhecendo a história da autora torna-se impossível não reconhecer Virginia Woolf aqui e ali entre pensamentos e reflexões de seus personagens.

VirginiaWoolf

Por fim, um aviso, não é um livro para se começar a ler Virginia Woolf, pelo menos essa é a minha opinião. Como dito, Mrs. Dalloway não segue uma narrativa linear tradicional, que é com o que lidamos no dia a dia. Só consegui lê-lo até o fim na segunda tentativa, depois de parar e pesquisar uma pouco sobre a autora e seu método de escrita, o fluxo de consciência, que faz com que vejamos os personagens de dentro para fora.

DL do TigreLivro lido para o Desafio Literário do Tigre, mês de janeiro.

Tema: Escrito por uma mulher

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s