Os Contos de Beedle, o Bardo

untitledJunho é mês de aniversário e quando vi que o tema do DL do Tigre era “Autores Queridos” logo pensei, “Ganhei meu presente”, mas a tarefa não era tão simples como imaginei. Na verdade, a escolha foi uma das mais difíceis até agora pois me deparei com as seguintes perguntas: Quem é meu autor preferido? e , O que é um autor preferido? (Onde estou? Quem sou? Rs)

Acabei chegando a conclusão que autor preferido não precisa ser aquele que você leu todas as obras, muitas das vezes o autor querido é aquele que só nos é conhecido por um único livro, mas que de tão importante ele se torna “O” autor na sua vida em determinado momento.

Nesta linha de raciocínio, poderia ter escolhido Jane Austen, Saramago, Mario Vargas Llosa, Dan Brown ou pego algo do Tolkien, mas em razão da minha atual política de sustentabilidade literária optei por um livro que já tenho e que, por sinal, já deveria ter sido lido. E por ser de um universo que amo, classifiquei sua autora como querida.

Estamos falando de Os Contos de Beedle, o Bardo, de J. K. Rowling, cuja edição vem com os instrutivos, sarcásticos e dúbios comentários de Alvo Dumbledore. Este livro, assim como Animais Fantásticos & Onde Habitam, é leitura obrigatória para os fã da saga Harry Potter, mas ao contrário daquele, recomendo que apenas quem leu todos os sete livros e/ou assistiu a todos os filmes se aventure por estas páginas. O livro ficará bem mais interessante e há risco de spoilers, mas se você não se importa de ficar sabendo uma coisa ou outra, siga em frente.

Beedle é a versão dos Irmãos Grimm do mundo bruxo. São cinco contos que todo bruxo/bruxa ouviu de seus pais quando criança (com exceção de Hermione e Harry – lembrei da surpresa do Ron com essa constatação! Rs). Neles, assim como nos nossos contos de fadas vemos lições de vida e de moral, o que é certo e errado, além de muita magia. Também descobrimos que nem tudo são flores, e nem todos os finais são felizes, o assustador conto “O Coração Peludo do Mago”  é a prova disso.

Todos os contos tem seu chamariz e seu valor, mas possivelmente pelas implicações na saga, meu coração ficou com o último, “O conto dos três irmãos” que, ao enganarem a Morte, deram origem à lenda das Relíquias da Morte. Preferido porque curti quando o li no último livro, a história dentro da história. Preferido por ter adorado a animação do conto criada para o penúltimo filme e por ter lembrando instantaneamente da Hermione o lendo, a voz dela veio direto na minha cabeça.

tumblr_mw10hjWmTV1qa3oruo1_500

Coincidentemente ou não, neste mesmo mês de junho, há exatos 17 anos, foi lançado na Inglaterra Harry Potter e a Pedra Filosofal, o primeiro de uma saga de sete livros que contribuiu ,e muito, para mudar a forma como os jovens se relacionam com a leitura.

Em homenagem a data deixo o link para uma página do BuzzFedd que reuniu “29 Times Tumblr Made “Harry Potter” Fans Cry All Over Again” . Se você não leu os livros e/ou assistiu aos filmes FUJA desse link correndo! Agora, para quem já finalizou a saga, pegue o lenço e vá em frente. Eu chorei!

Saudade! Always!

untitled (2) Tema de Junho (“Autores Queridos”) do Desafio Literário do Tigre – √

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s