As Crônicas de Gelo e Fogo : A Guerra dos Tronos (Livro I)

a-guerra-os-tronos

Abril é mês de engorda pascoal, de clima mais fresco, de leitura “hyper do momento” para o #DLdoTigre , e estréia da quarta temporada de Game of Thrones, GOT para os íntimos.

E eu tinha na estante o Livro Um de As Crônicas de Gelo e Fogo: A Guerra dos Tronos, amargando uma longa e preguiçosa espera. Ganhei o livro há alguns anos, afinal, como todos que me conhecem insistiam, tinha a minha cara. Contudo, apesar de nunca ter saído da lista, o tamanho do livro me fazia olhar de lado pra ele. Até quem me deu disse pra eu desistir de ler e partir direto pra série, mas tenho aquela mania de querer ler antes de ver o filme/série. Então, eu não tinha visto mais do que dois capítulos até engrenar na leitura.

Terminei o Livro Um e a primeira temporada e só tenho uma coisa a dizer a todos os fãs da série da HBO: LEIAM OS LIVROS!!!!!

O enredo da história é de conhecimento público:

No fictício continente Westeros, uma terra onde o verão pode durar décadas e o inverno toda uma vida, os problemas estão apenas começando. O frio está de volta e, nas florestas ao norte de Winterfell, forças sobrenaturais se espalham por trás da Muralha que protege a região. No centro do conflito estão os Stark, do reino de Winterfell, uma família tão áspera quanto às terras que lhe pertencem. Dos lugares onde o frio é brutal, até os distantes reinos de plenitude e sol, George R. R. Martin narra uma história de lordes e damas, soldados e mercenários, assassinos e bastardos, que se juntam em um tempo de presságios malignos. A Guerra dos Tronos possui elementos comuns aos romances épicos, com componentes fantásticos e uma narrativa única. Cada capítulo é contado do ponto de vista de um personagem – embora todos sejam narrados em terceira pessoa. Um fato apresentado pelo ponto de vista de um personagem, quando narrado por outro pode assumir significados diferentes; o vilão de um capítulo pode parecer bastante diferente em outro. Cabe ao leitor a tarefa de definir o caráter dos envolvidos na trama.

Antes de começar a ler eu já tinha ouvido falar de tudo um pouco, que o George R. R. Martin era o novo Tolkien, que era melhor que O Senhor dos Anéis e várias comparações. Eu não consegui fazer isso. Sou apaixonada por Tolkien e além do fato de ambos terem escrito fantasia de forma brilhante, não acho que se deva entrar nesse mérito comparativo.

O texto de Tolkien é mais infantil, inocente e lúdico, ao passo que George R. R. Martin não tem nada de inocente. A partir da inspiração claramente medieval ele constrói um mundo fantástico e épico, repleto de intrigas, ódio, traição, sexo (menos que na série diga-se de passagem) e violência, onde alianças surgem de trocas de favores e casamentos arranjados, onde tronos são usurpados e vassalos traem seus suseranos. Idade Média na veia!

E a forma como ele conta a história, através do ponto de vista de determinados personagens, me conquistou. Eu tenho meus prediletos, Jon, Arya, Tyrion…os rebeldes e excluídos…Até aí, sem novidade pra mim.

Quanto às famosas mortes inesperadas, eu já sabia de algumas por causa dos malditos spoilers, mas mesmo assim, a angústia tomou conta do meu peito quando o inevitável estava para acontecer. E me peguei pensando naquela pessoa que comprou a primeira edição do livro, antes da série da HBO, antes de todo o “oba oba” .Gente, não consigo imaginar a surpresa e o ódio desse ser!

Até o momento (já estou no segundo livro) todas as mortes tiveram suas razões de ser e espero que todo o sangue que ainda será derramado, e sei que não é pouco, tenha uma justificativa para o desenrolar da história e que ele não se perca apenas para surpreender o leitor.

OBS: Não sei se já entrei nesse mérito aqui no Blog, mas eu odeio spoiler. Odeio mesmo! Brigo, levanto da mesa e esbravejo palavras de vingança. E o que mais tem hoje em dia é spoiler de GOT. Parabéns para vc está acompanhando a série religiosamente, mas precisa contar todos os detalhes pra todo mundo?! Precisa resmungar a morte daquele personagem importante em todas as redes sociais?!

Por isso eu decidi ler todos os livros publicados da série antes do início da quinta temporada (são cinco livros e quase 4 mil páginas!) e me vingar dos que me atormentaram com spoilers esse tempo todo. hahahaha

Spoilers are coming

#SpoilersareComing

untitled (2)

Tema de Abril (“Hype do Momento”) do Desafio Literário do Tigre – √

Anúncios

3 comentários sobre “As Crônicas de Gelo e Fogo : A Guerra dos Tronos (Livro I)

  1. Engraçado, eu não tenho nenhum problema com spoilers. Já me ameaçaram com spoilers e eu ri na cara da pessoa. Quanto a GoT, não acho uma grande coisa. Parei no meio do segundo livro porque achei algumas partes extremamente chatas. Mas vou lendo, devagar e sempre.

    1. Eu odeio spoiler, com todas as minhas forças, acho que deu p/ perceber! rsrsrs
      Acabei o livro III há alguns dias e amei. Resenha em breve, por sinal. Mas ñ é um livro/gênero que agrade à todo mundo, mas qual consegue fazer isso não é mesmo?
      Há quem prefira o seriado, eu considero os livros em um patamar que nem se compara, infinitamente melhor.
      Veremos o próximo, cuja leitura tá super no início ainda…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s