Deixe a neve cair

deixe-a-neve-cair

O início desse ano foi um dos mais quentes da história aqui no Rio, com termômetros marcando os absurdos 50 graus. Mas o que isso tem a ver com a resenha?

Bom, o tema do Desafio Literário do Tigre do mês de fevereiro era “Julgando pela capa”. E eu, nesse calor digno dos porões do Inferno, não resisti a um livro com flocos de neve na capa. Lindos e refrescantes. E o título ainda dizia com todas as palavras: Deixe a Neve cair. Sim, por favor! Ok, a neve evaporaria antes de chegar ao chão incandescente. Mas uma garota pode sonhar, não?

O livro reúne três autores e três histórias interligadas (a gente só descobre isso no segundo conto) por uma incrível nevasca que para uma pequena cidade nos EUA durante o Natal.

Tudo começa quando o trem de Jubileu (sim, esse é o nome da personagem principal do primeiro conto. Adorei, por sinal!) é impedido de continuar viagem em razão da nevasca, sendo que o porquê dela estar nesse trem é um fato pra lá de curioso. Ela está no meio do nada, ou melhor, em Gracetown, cercada de um grupo bem estereotipado de líderes de torcidas e um estranho bonitão sem celular. Mas eis que surge uma luz no fim do túnel, uma lanchonete a qual ela não pensa duas vezes antes de enfrentar o paredão branco de neve para alcançá-la. No aconchego da Waffle House, ela conhece Stuart, um rapaz boa praça e questionador que a oferece abrigo, afinal, como sua mãe reagiria se soubesse que ele deixara uma garota passar a noite de Natal sozinha?

Em paralelo, Tobin (o personagem principal do segundo conto) está trancado dentro de casa com seus dois melhores amigos, JP e Duke (que apesar do apelido, é uma garota) fazendo uma das coisas que mais amo na vida – Maratona de filmes! No caso deles, James Bond. Entretanto, indo contra qualquer noção de bom senso, eles resolvem se arriscar em meio à camadas e mais camadas da mais pesada neve para chegar à Waffle House, tendo como missão levar o Twister (o jogo!), mas como nada é tão ruim que não posso piorar, não é só a neve que eles tem de enfrentar, pro bem e pro mal.

E por último, a história da chata e irritante Addie, uma adolescente egoísta que está numa fossa danada em razão do término do seu namoro com um cara que todo mundo achava perfeito, menos ela, até perdê-lo.

E ao fim do terceiro conto as três histórias se conectam e há, na verdade, apenas uma, o que achei super bacana. Com exceção da última, que achei bem chatinha (ou talvez tenha apenas implicado com a personagem), as histórias são super leves, fofas e falam sobre as surpresas que a vida pode apresentar. É um livro para adolescentes, conta a história deles, e me fez lembrar da minha adolescência, afinal, quem nunca se arriscou ou fez coisas aparentemente sem sentido nessa fase?

untitled (2)Tema de Fevereiro (Julgando pela Capa) do Desafio Literário do Tigre – √

#DLdoTigre

Anúncios

2 comentários sobre “Deixe a neve cair

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s