Rock e Literatura, por que não?

Rock, o assunto do momento. Com o Rock in Rio batendo à nossas portas não se fala em outra coisa, inclusive entre os que questionam a coerência de muitas das atrações.

Alguns podem até se perguntar, “mas o que música tem a ver com literatura?”

Ora, Tudo! É arte, é forma de expressão, é sentido e sentimento.

Livros com trilha sonora são como metades da laranja se encontrando num belo pôr do sol. E quer maior deleite que livros sobre música? Bom, nosso post de hoje é sobre isso:

Livros sobre Rock n’ Roll!

E por que não começar pelo início de tudo? Como história está nas minhas veias, na minha alma e no meu sangue, os dois primeiros livros que entraram na lista tratam da história do Rock.

Rock and Roll – Uma história social

exibe_thumb.asp “Em ROCK AND ROLL: UMA HISTÓRIA SOCIAL – crônica cobrindo 30 anos de um dos mais importantes fenômenos de massa do século XX – Paul Friedlander mostra com o gospel, o country e o blues influenciaram desde Elvis e Marvin Gaye ao The Who. O autor revisita a cena do rock clássico, alternativo e do punk-rock traçando a história do gênero musical que já atravessou cinco décadas de sucesso ininterrupto. Friedlander analisa todo um movimento histórico-social baseado em hits como Johnny B. Goode e Walk on the wild side. Em sua viagem musical, Friedlander oferece os harmônicos acordes e notas tocadas por Elvis Presley, The Beatles, The Who, Bob Dylan, Rolling Stones, Eric Clapton, entre outros.” Fonte: http://www.editorarecord.com.br/livro_sinopse.asp?id_livro=23024

Este livro foi parar na  lista de desejos por ter conseguido unir em um só título as palavras “rock”, “história” e “social”, me lembrando um clássico da minha lista de livros não lidos ” História Social do Jazz” , do Hobsbawm.

Almanaque do Rock

livroRocj-273x300“São mais de 50 anos de história para esse jovem que atende pelo nome de “rock and roll”. Esse ritmo contagiante que traduz excitação e frenesi nunca envelhece; pelo contrário, se renova a cada geração. Se na década de 50, quando ele foi inventado por Chuck Berry e Elvis Presley, significava uma fusão da country music e do rhythm’n’blues, hoje essa definição pode ser muito mais ampla. Com o passar dos tempos, o rock agregou elementos do jazz, da música clássica, do folk e da world music, entre outros. Hoje o rock deita e rola na era digital, usando os famosos samplers, instrumentação eletrônica e muitos computadores. Mas uma coisa é importante ressaltar: o rock and roll nunca perdeu a sua rebeldia, o seu jeito de “entrar com o pé na porta”.” Fonte: Vinil, Kid. Almanaque do Rock. Editora Ediouro, 2008, página 9.

Um nacional na lista, obviamente. Li o primeiro capitulo, logo o dos anos 50, o início de tudo, e achei bem interessante, inclusive a parte visual, mas como um almanaque, nos dá uma visão bem abrangente. Acho que pode ser um bom começo para quem deseja se aventurar pelas controvérsias da história do Rock.

Mas não é só de livros de história que vive a literatura da música.

1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer

1001-discos-para-ouvir-antes-de-morrer-capa1Um livro que falta na minha coleção Para Antes de Morrer é o título 1001 Discos para Ouvir Antes de Morrer . Tenho os 1001 Filmes, os 1001 livros e as 1001 Comidas. Como toda lista, é super controversa, discutível e sem dúvida sentirá falta de algo que para você é essencial, mas mesmo assim as acho irresistíveis.

O livro não aborda apenas álbuns de Rock, também passa pelo pop, jazz e blues. Ou seja, é bem vindo na estante de qualquer amante de música.

E como a música nada seria sem seus intérpretes, existe um enorme gama de biografias de lendas do Rock, como Keith Richards (Vida), Kurt Cobain (Mais pesado que o céu) e Bob Dylan (Crônicas).

BRUCE-Cover-4-12-12O biografado da vez é Bruce Springsteen, que ganha uma nova biografia assinada por Peter Carlin.  Bruce , lançado neste mês de setembro está sendo publicado pela editora Nossa Cultura e foi objeto de uma reportagem de página dupla no Almanaque Saraiva, na qual o autor foi o entrevistado. Quando perguntado sobre as músicas preferidas ele listou “Racing in the Streets”, ” New York City Serenade”, “Thunder Road”, “Land of Hope and Dreamns”, dentre outras. E aí, concordam?

rock errouPara descontrair, coloco na lista um livro recém publicado que aborda os maiores boatos do Rock, sendo de conhecimento público que este é o gênero com maiores boatos da história, e os melhores. Elvis não morreu, mas o Paul McCartney…( ok, batendo na madeira em 3, 2, 1).

O livro é de autoria de Sérgio Pereira Couto e publicado pela Editora Matrix.

E para que as próximas gerações possam perpetuar o bom gosto musical, por que não um livro para os pequenos? Sim, ele existe.

Rock para Pequenos

rrpRock Para Pequenos – Um Livro Ilustrado Para Futuros Roqueiros “apresenta para os pequenos esse incrível mundo do rock e alguns dos seus ícones. Os “personagens” foram escolhidos a dedo pela autora Laura D. Macoriello: Jimi Hendrix, Elvis Presley, Janis Joplin, David Bowie, Angus Young, The B-52s, The Rolling Stones, Chuck Berry, Steve Harris (Iron Maiden), Ramones, Beatles, Kiss e Ozzy Osbourne.”

Fonte: http://edicoesideal.com/#livros

Tem alguma dica de livro sobre Rock? Me manda! Adoro indicações!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s