O misterioso caso de Styles

O.Misterioso.Caso.de.Styles-Agatha.Christie-LivrosGratis.net

Aqui vai uma confissão: Sou fã de seriados policiais. CSI, Bones, Castle, dentre outros. Mas só este ano me deixei encantar pela mestra do romance policial, Agatha Christie. Depois de ler Assassinato no Expresso do Oriente me perguntei: por que não fiz isso há mais tempo? Não tenho resposta para esta pergunta. Terei que conviver com isso e correr, ou melhor, ler atrás do prejuízo.

Comprei alguns daqueles livros “vira-vira” e resolvi começar pelo início. O misterioso caso de Styles, o primeiro romance publicado de Agatha e o primeiro mistério desvendado pelo detetive belga Hercule Poirot.

Esta primeira aventura é narrada por um antigo amigo de Poirot, o Sr.Hastings. O enredo aparentemente é simples; enquanto a Primeira Guerra se desenrola, a Sra. Inglethorp, uma aristocrata inglesa dona de uma grande propriedade chamada Styles, morre dramática e misteriosamente no meio da noite, e o que parecia um ataque cardíaco termina por se revelar em assassinato. A “arma” do crime? Um veneno denominado estricnina.

As suspeitas voltam-se logo para o marido, mais jovem e odiado pelos enteados, John e Lawrence Cavendish, que também não escapam da desconfiança.  O motivo do crime estava bem claro, herança. Típico, poderíamos pensar. O marido como assassino, nada que surpreendesse. Mas com Agatha Christie nada é tão simples como aparenta ser.

E é aí que entra em cena nosso detetive, o Sherlock Holmes de Agatha, com todas as suas deduções, raciocínios, estranhezas, levando Hasting a declarar que “no momento em que ele parece mais louco, descubro que há um método em sua loucura”.  Isso sem falar na mania de “trabalhar nas sombras”, como o próprio Poirot chega a afirmar, deixando para o gran finale suas explicações.

Desta forma, Agatha nos exclui do processo de dedução de Poirot, somos expectadores, com pequenas doses de “amostras grátis”, para que assim como os demais personagens da trama fiquemos de boca aberta com a solução do crime e de como ele desvendou o mistério.

As distrações inseridas no texto, na forma de pistas, transformam cada um dos habitantes da mansão em suspeito em algum momento da trama, por vezes em mais de uma oportunidade. Tudo minuciosamente pensado para confundir. É brilhante.

E depois de inúmeras reviravoltas, contrariando o ditado popular, o que parecia realmente era, mas não da forma como qualquer um de nós poderia imaginar. Não.

E é exatamente essa surpresa que tanto me atraiu. Não sei o hábito de assistir séries e filmes deste gênero me fizeram ter certo feeling para finais. Poucos conseguem me surpreender realmente. Talvez a televisão e o cinema estejam previsíveis demais. Ou talvez eu esteja assistindo aos filmes errados (rs).

O importante é que isso não ocorreu com Agatha, e pelo visto não acontecerá.

Anúncios

2 comentários sobre “O misterioso caso de Styles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s